Campomaiorense é morta pelo marido,em Teresina

Em depoimento a polícia, Júlio Pereira dos Santos, 36 anos, teria revelado aos agentes que "matou por amor". As informações foram confirmadas pelo coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, "o Barreta" ressaltando que a cena do crime foi modificada pelo ex-companheiro de Solange para simular um suicídio da vítima.

"Ela estava com um fio elétrico no pescoço e segurando nas duas pontas para simular que ela tinha se matado. Contudo, a cena do crime dizia outra coisa e após ser questionado, Julio Junior confessou o crime e disse que matou por amor", disse Baretta. 
Para o coordenador da Delegacia de Homicídios de Teresina, o crime premeditado - "Para mim, se trata de crime tripla mente qualificado. Além de que o suspeito ainda tentou esconder o corpo da mulher que morava sozinha. O corpo só foi localizada devido ao intenso mal cheiro. Ele disse que matou porque era traído e não aceitava o fim da relação. As brigas eram constantes e , segundo ele, uma vez ela ateou fogo em todas as suas roupas. Foi um crime cruel, por motivo fútil e sem chances de defesa", disse Baretta.
__________________________
ATUALIZADA: 11:30 - 08/05
A polícia prendeu na madrugada desta segunda-feira (08), o ex-companheiro de Solange Maria acusado de ser o principal suspeito de ter matado com requintes de crueldade a campomaiorense dentro sua própria residência na noite do último domingo (07) na capital Teresina. Identificado por Júlio Pereira dos Santos Junior, 36 anos, o ex-companheiro teria confessado o crime horas depois que o corpo foi achado por populares. 
De acordo com familiares, um dos motivos que pode ter levado ao desfecho triste entre o casal foi o fim do relacionamento conjugal entre os dois. Já há alguns dias que Júlio e Solange não moravam juntos. Tudo indica que uma tentativa de reconciliação durante o final de semana levou ao crime contra a campomaiorense. 
O coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Baretta, ressalta que o suspeito usou de crueldade para matar a ex-companheira e ainda tentou simular um suicídio.  
______________
ATUALIZADA: 00:40 - 08/05  Exames confirmam que campomaiorense encontrada morta foi assassinada por asfixia
Exames dos legistas descartam morte por causas naturais de Solange e confirmam que a vítima foi assassinada por asfixia. A informação foi confirmada pela família que acompanha o caso no IML em Teresina.
Para nossa redação, uma sobrinha da vitima relatou que marcas feitas por um tipo de fio ou corda no pescoço levou aos legistas a apontarem  um relatório confirmando o homicídio.
-------------------------
MATÉRIA INICIAL
O corpo da campomaiorense identificada por Solange Maria de Resende, de 42 anos, foi encontrado na noite deste domingo (07) em avançado estado de decomposição dentro de sua própria residência no Bairro Árvores Verde na periferia de Teresina.
De acordo com familiares, vizinhos desconfiaram da morte de Solange após sentirem um mal cheiro que vinha da residência onde ela morava só e acionaram a policia. Os agentes arrombaram a porta da casa e encontraram o corpo da vítima em um dos cômodos da residência já em estado de decomposição. A polícia acredita que Solange já estava falecida há dois dias. 
A família está a caminho da capital piauiense para acompanhar o caso. Para a nossa redação, um familiar não soube dizer se no corpo de Solange havia marcas de espancamento ou de ferimentos que levassem a morte, mas acredita a vítima foi assassinada. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal - IML onde a perícia deve apontar nas próximas horas as informações preliminares  sobre as causas da morte. 
Solange Maria morou muitos anos na Comunidade Alto do Meio em Campo Maior, era separada já alguns anos e tinha um filho. O corpo deve ser encaminhado nas próximas horas para Campo Maior onde deve acontecer o velório e  o sepultamento. 

fonte:portaldeolho
Campomaiorense é morta pelo marido,em Teresina Campomaiorense é morta pelo marido,em Teresina Reviewed by Arnaldo Ribeiro on 17:25:00 Rating: 5