Presos por sonegação em Campo Maior fazem acordo de delação e devem ser soltos hoje




Três pessoas de Campo Maior, que foram presas durante a Operação Fantasma deflagrada nesta quarta-feira (2) decidiram colaborar com as investigações e assinaram termo de delação premiada.
 Segundo o promotor Plínio Fontes, elas se comprometeram a revelar como o esquema criminoso de emissão de notas frias funcionava. As investigações descobriram que grupo desviou mais de R$ 80 milhões do Fisco no Piauí.
 Eles passaram informações importantes, algumas já estavam citadas nas investigações e agora foram reiteradas”, comentou delegado José João, do Grupo Interinstitucional de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária (Grincot).Por conta da delação premiada, os presos devem ser soltos ainda hoje.

De acordo com o Ministério Público, os  líderes da quadrilha foram identificados como os irmãos: Mirtdams Júnior, Willams e João Canuto Neto que atuam em Campo Maior. Eles eram responsáveis por contactar os empresários interessados nas fraudes ou utilizava empresas fantasmas. Já foi constatado um prejuízo de R$ 80 milhões e outros R$ 100 milhões estão sendo investigados.

Para arregimentar ‘laranjas’, geralmente pessoas simples, que precisavam de dinheiro, contavam com um rol de empregados ‘fixos’, dentre eles Gilmária, Sandra, Deodato, Jailton. Estes intermediários conseguiam documentos (RG, CPF) de populares mediante ardil ou, o que era mais comum, ofereciam dinheiro, entre R$ 500 e R$ 1 mil, para que cedessem seus documentos, os quais seriam utilizados na abertura de empresas fantasmas.

Segundo a polícia, o grupo criminoso era comandando por esta família campomaiorense: três filhos e mãe que possuía dois CPFs. “Estes irmãos são os lideres do esquema porque eram os que mais lucravam com a atividade criminosa. A mãe, Vera Leite, aparentemente era usada como pelos filhos, mas ela tinha pleno conhecimento do que estava acontecendo, de que havia algo ilícito”
Os investigadores também estão de olho nos bens da quadrilha e já conseguiram localizar nove carros, sendo seis veículos de passeio e três caminhões. Também já foram apreendidos cerca de R$ 150 mil em dinheiro, espécie e cheque.
Presos por sonegação em Campo Maior fazem acordo de delação e devem ser soltos hoje Presos por sonegação em Campo Maior fazem acordo de delação e  devem ser  soltos hoje Reviewed by Arnaldo Ribeiro on 21:05:00 Rating: 5